Doenças e Tratamentos

Doenças e Tratamentos

Osteoporose
Osteoporose

O QUE É?

Osteoporose é uma doença metabólica que pode atingir todos os ossos do corpo, fazendo com que fiquem fracos e com possibilidade de quebrarem (fraturas).

Há um conjunto de fatores que influenciam e favorecem o desenvolvimento da Osteoporose.

1 – Menopausa: com a interrupção da menstruação, ocorre diminuição dos níveis de estrógeno (hormônio feminino), que é fundamental para manter a massa óssea.

2 – Envelhecimento: a perda de massa óssea aumenta com a idade.

3 – Hereditariedade: a Osteoporose é mais frequente em pessoas com antecedentes familiares da doença.

4 – Dieta pobre em cálcio: o cálcio é fundamental na formação óssea. Sua obtenção a partir da alimentação é imprescindível para prevenir a Osteoporose.

5 – Excesso de fumo e álcool: tem-se observado maior incidência de Osteoporose entre as pessoas que consomem álcool e fumo em excesso.

6 – Imobilização prolongada: o exercício físico constitui um importante estímulo para a formação e o fortalecimento dos ossos. Grandes períodos de imobilização e a falta de exercícios podem levar à Osteoporose.

7 – Medicamentos: alguns medicamentos, como os corticóides, em tratamentos de longa duração, favorecem a redução da massa óssea.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

A osteoporose é conhecida por ser uma “doença silenciosa” e dificilmente apresenta qualquer tipo de sintoma. Sua principal expressão são as fraturas, mais frequentemente na coluna, fêmur ou punho.  Os sintomas surgem secundários as fraturas:

  • dor ou sensibilidade óssea;
  • diminuição da estatura com o passar do tempo;
  • dor na coluna
  • postura encurvada.

DIAGNÓSTICO

O principal exame para rastreamento e diagnóstico da osteoporose é a Densitometria Óssea, que avalia a densidade dos ossos em determinadas áreas do corpo. Deve-se realizar exames do metabolismo ósseo para verificar a presença de fatores secundários  que agravam a osteoporose.

TRATAMENTO

Novos medicamentos tem surgido para o tratamento da osteoporose além dos existentes hoje, sendo todos eficazes e seguros na diminuição de fraturas. Mudanças no estilo de vida do paciente devem ser realizadas de modo a aprimorar seu tratamento. A realização de exercícios, sobretudo de musculação, é muito importante, banho de sol com duração mínima de pelo menos 15 minutos ao dia e aumento da ingesta de produtos ricos em cálcio e vitamina D são alguns dos exemplos indispensáveis ao tratamento. Evitar hábitos nocivos também é essencial, tais como fumar e fazer uso de bebidas alcoólicas em excesso.

Contato
Contato
Sua mensagem será muito bem-vinda. Preencha o formulário e envie suas dúvidas e sugestões, ou agende uma consulta. Você também pode entrar em contato por WhatsApp pelo botão logo abaixo.